sexta-feira, 30 de setembro de 2016

SERENIDADE SOBRE A MÃE TERRA

Texto de autoria de Alceu Natali com direito autoral protegido pela Lei 9610/98. LEIA O TEXTO AO SOM DA MÚSICA DO VÍDEO POSTADO NO FIM. Sem ela, a vida seria um erro (Friedrich Nietzsche)


Um vento inquieto dança folhas no chão
Uma estrela cadente fosforeia o céu noturno
O vaga-lume resplandece e enfeita a escuridão
O sorriso da criança serena o olhar soturno

A água da chuva abranda o mormaço
A flor desabrocha e doa seu mel à borboleta
Uma lágrima escorre e pede um abraço
Um pássaro colhe petiscos na sarjeta

A lua acorda para espiar os namorados
A madrugada pega no sono na alvorada
O beija-flor paira nos ares calados
Um sorriso abre-se para a pessoa amada

O relâmpago sai na frente do trovão
A libélula faz um voo rasante sobre o lago
Um trevo de quatro folhas espera sua mão
Uma pedra ocupa o meio do caminho vago

Um som distante entoa o murmúrio do mar
Um galho trazido pela brisa bate à porta
O casal de mãos dadas sai para passear
O artista no bosque pinta a natureza morta

Ondas solitárias lavam a praia
Amantes deitam-se sobre a grama alta
O dia não vai embora antes que o morcego saia
A terra é um proscênio com luzes da ribalta

Ainda há muita esperança no amor
Muita alegria mesmo na tristeza
O universo conspira a nosso favor
O universo sempre mantém a chama acesa

video