segunda-feira, 26 de setembro de 2016

ENQUANTO ISSO LÁ NA TERRA

Texto de autoria de Alceu Natali com direito autoral protegido pela Lei 9610/98. LEIA O TEXTO AO SOM DA MÚSICA DO VÍDEO POSTADO NO FIM. Sem ela, a vida seria um erro (Friedrich Nietzsche)

Alguém no pronto atendimento morre por falta de socorro, Imagens de Marte chegam às telas dos cientistas no centro espacial, Um anjo anda manquitolando e voa de asa quebrada, Alguém carrega uma cruz pesada até o alto de um morro, Um homem no vácuo olha o silêncio da terra branca e azul celestial, O espírito de uma pessoa passa por mim e mantém a voz calada, Hoje um menor de idade nunca mais voltará para seu lar, Um eclipse lunar unirá muita gente em dois quadrantes, Alguém derramará lágrimas sob o olhar de seu guia protetor, A flor encontrará espaço no meio do asfalto para brotar, A água do rio tocada com as mãos não será a mesma de antes, O leão acordará depois de vinte horas de sono reparador, Uma prece atendida trará mais sofrimento do que uma não ouvida, Deus entrará com pedido de transferência para outro planeta, Um menino andando de quatro espera o cavalo estercar para ter comida, Uma nova guerra se inicia para terminar a próxima a ser sugerida, Diamantes enfeitam dedos de madames com sangue violeta, A separação dos continentes ajuda a manter a discriminação protegida, Discos voadores cruzam os céus à deriva no tempo e espaço, Eleonora colhe do chão da igreja os grãos de arroz que saudaram recém-casados, Fantasmas de cemitério têm medo de entrar dentro de uma favela, O olhar sem rumo de uma criança de rua penetra como uma lâmina de aço, O solo recebe tanta água quanto cadáveres assassinados, Alguma menina venderá o corpo e dormirá como uma Cinderela, Um homem pobre e condenado é salvo por uma cirurgia espiritual, Cães e gatos repousam sossegados sobre confortáveis almofadas, O mundo se comove com a perda irreparável de uma celebridade mística, Uma bomba atômica é detonada sobre uma cidade para testar seu poder mortal, Gente andará de joelhos até sangrar por graças alcançadas, O extermínio em massa de seres humanos vira mera estatística, A passagem do ano novo é celebrada com fogos de artifício, Pássaros mortos de velhice não serão vistos pelo homem, Os dez mandamentos serão aumentados para mil, Nascer, viver e morrer exigem muito mais que sacrifício, Os alimentos são abundantes mas poucos comem, O que tem pouco a dar e muito a pedir torna-se vil, Alguém abandonado num asilo está prestes a ir para o céu, Naves não tripuladas deixam o sistema solar por controle remoto, O demônio compra almas com prazeres extravagantes, Crianças num orfanato aguardam o ano todo pela chegada de papai Noel, A felicidade de uma família na noite de natal fica registrada numa foto, Cada fração do globo acolhe seus iguais apenas como temporários imigrantes, Amanhã alguém perderá seu teto por falta de trabalho e dinheiro, Uma explosão solar afetará todos os meios de comunicações, O sinistro recuo do mar anuncia uma iminente calamidade, Alguém precisa de cesta básica e enfrenta uma fila o dia inteiro, Astrofísicos já se preocupam com a vida fora da terra para as futuras gerações, João-de-barro é monógamo e morre logo após sua cara-metade, O colibri e a abelha repartem o mel que colhem da flor, A corrida armamentista é prioridade de toda nação, A paz interior é encontrada nas aguardentes e nos entorpecentes, Os hospitais e hotéis para animais são repletos de ternura e amor, Alguém morre a cada três segundos por falta de nutrição, O que se gasta numa guerra é demasiado para ajudar pessoas carentes, Alguém numa UTI de primeiro mundo terá seu sofrimento rapidamente aliviado, Encontraram água numa lua de Saturno e o entusiasmo aumenta, Um anjo caído volta a se levantar e pede para tirar féria, Jesus arrependeu-se de ter sofrido, morto e ressuscitado, A dor alheia passa pelos nossos olhos em câmara lenta, Dois terços de água, um de terra, um terço na opulência, dois na miséria.


video