segunda-feira, 26 de setembro de 2016

PUIRT A BEUL



Texto de autoria de Alceu Natali com direito autoral protegido pela Lei 9610/98. LEIA O TEXTO AO SOM DA MÚSICA DO VÍDEO POSTADO NO FIM. Sem ela, a vida seria um erro (Friedrich Nietzsche)

A lua piscou para mim e até me jogou um beijo, E ainda gritou lá de cima pode chamar-me de queijo, Eu nunca a vi assim tão extrovertida e sorridente, Tão cheia de si mesma tentando ver-me contente, Fez graça com a mão sobre a testa protegendo-se da luminosidade, Perscrutando para cima e para os lados por algo de intensidade, Apontou para uma direção de onde vinha algo de imediato, E passou um bando de meteoros como foguetes de apito gaiato, Apontou para outra direção mostrando algo de aproximação imediata, E brilhou no ar outra turma de meteoros como uma chuva de prata, Cruzou os braços e olhou-me com ar de interrogação, Abriu-os novamente a desafiar-me onde estava meu coração, Será que você não vê?, Tudo isso é para você! Deixa de lado a inteligibilidade, Derreta-se em vocalidade, Você é poesia vocal, Você é música bucal, A palavra é oca, A melodia está na boca, E isto o sol vai perder, Porque será antes do amanhecer, Suas palavras Joyceanas foram ouvidas e estou anunciando, É nesta noite que a mágica no ar de sua vida está chegando.


video