sábado, 1 de outubro de 2016

DE PASSAGEM

Texto de autoria de Alceu Natali com direito autoral protegido pela Lei 9610/98 Texto de autoria de Alceu Natali com direito autoral protegido pela Lei 9610/98. LEIA O TEXTO AO SOM DA MÚSICA DO VÍDEO POSTADO NO FIM. Sem ela, a vida seria um erro (Friedrich Nietzsche) 

Estou aqui por pouco tempo, Minha quase totalidade não demorou na honestidade, Já fui fichado, Detido ainda não, Nem foragido, Só um pouco escondido, Nos meus ancestrais, A eles rezando as aves-marias de mais de um terço, Sumindo devagar no crepúsculo, Surgindo em silêncio na boca da noite, Embora andando proscrito, Sou passageiro que correu as sete partidas, Oferecendo o que tinha a este ou aquele, Sempre na esperança de que alguma hora me pusessem à testa de alguma responsabilidade, Enganando este ou aquele, Oferecendo o que não poderia, Sempre na ignorância de que em nenhum momento me pusessem diante de uma falsidade, Mas como um galheta, Um mísero desterrado, A morte me arrancará os ferros, Sobre-humana, Dona da eternidade, Divindade das águas, E das terras, Indiferente à dor, Às alegrias, Aos desgostos, Imune às paixões, Surda aos gritos de desespero e solidão que saem do chão e chegam aos céus  impassíveis, De azul enegrecido, Marfim ebanizado, Remontando minha pálida velhice aos primórdios sumerianos, Opondo-se ao meu desejo, De ser a criação, A destruição, De não precisar rezar, De aqui permanecer, Encerrar minhas experiências com a humanidade, Impor minha vontade, Saber o que o mundo não sabe, Ser a verdade revelada, O Salvador, O pai, Ser Deus, Porém, Na minha breve passagem pela vida, Você ainda é para mim mulher nova e formosa, Portanto adorada eterno seja.