sábado, 1 de outubro de 2016

NEVOAS PÚRPURAS

Texto de autoria de Alceu Natali com direito autoral protegido pela Lei 9610/98. LEIA O TEXTO AO SOM DA MÚSICA DO VÍDEO POSTADO NO FIM. Sem ela, a vida seria um erro (Friedrich Nietzsche)

Sou calistênico, E você minha LSD, Minha heroína, Soltaram minhas rédeas curtas, Acabaram com minha fobia social e meu acanhamento, Agora trago sua névoa púrpura, Misturo-a à minha que rechaça todo tipo de atenuação e transborda da tela onde você, Pintora, Tenta enclausurá-la com outras nuanças, E te transformo numa fera indomável, Faço você viajar, Atravessar a turba que a rodeia, Orlada de leandros floridos, Garbosa nas asas de vário caleidoscópio, Com meu amarelo coruscante, Que violenta tuas corolas brancas, Intensifica tuas carmíneas, Agudece teus vermelho-escuros tendentes ao violeta, Cega como um fluxo de metal em fusão, Teus heliotrópios de sois esvanecentes, E você vira minha doente, Para você meu nariz se alonga, Minha corcova protubera, Minha barriga cresce, Minhas roupas multicolorem, Minha fala treme e esganiça, Para você sou falso herói e fanfarrão, Tolo, Astuto e sinuoso, Sem dignidade, Teu palhaço no meio de qualquer solidão, Qualquer multidão.