sexta-feira, 30 de setembro de 2016

MULHER BRASILEIRA

Texto de autoria de Alceu Natali com direito autoral protegido pela Lei 9610/98. LEIA O TEXTO AO SOM DA MÚSICA DO VÍDEO POSTADO NO FIM. Sem ela, a vida seria um erro (Friedrich Nietzsche)

Dona de todos os estrangeiros, Serva de todos os brasileiros, Deles cuida como animais de estimação, E ainda lhes concede o poder e a submissão, Estes seus olhos às vezes claros e holandeses, Marejam-se a cada momento de lágrimas, Esta sua pele às vezes vestida da cor da terra, Aviva no seu semblante a severidade da brancura das japonesas, Dona de todos os admiradores, À mercê de todos os aproveitadores, Em troca de seu charme e meiguice, Recebe violência muito além da sandice, Estes seus lábios carnudos e com gosto de mel, Se contorcem a cada instante de fel, Estes seus cabelos lisos, encaracolados e pixaim, Dão contornos à sua formosura que não tem fim, Você é alemã, Italiana, Espanhola e portuguesa, Você é índia, Negra, Mulata e sírio-libanesa, Você é brasileira, Com caráter igual à sua sua beleza, E como você faz o frágil sexo masculino do brasileiro, Te enciumar, Te querer, Te tomar, Sem nem sempre te merecer.