sábado, 24 de setembro de 2016

BEATRIX


Texto de autoria de Alceu Natali com direito autoral protegido pela Lei 9610/98
Se desejar, clique no link abaixo e leia o texto ao som de uma música apropriada para o mesmo


Quero entrar em seu coração
Facilite minha entrada
Quero deixar você machucada
Quero deixar seu choro contido de comoção
Ajude-me a enfiar minha espada
Para mim não vai doer nada
Olhe nos meus olhos sem compaixão
Olhe nos meus olhos com satisfação
Quero infligir-lhe terror
Quero que você nunca saiba o que é amor
Na minha ausência sinta desesperação
Na minha presença sinta veneração


Leve meu coração para sacrifício
Pago-lhe tudo com esse suplício
Barganhe-o por um afeto que nunca tive
Estanque seu batimento e o martirize


Quero invadir sua consciência
Facilite minha invasão
Quero levar você à depressão
Quero deixar seu pensamento pleno de demência
Ajude-me a aplicar minha injeção
Para mim não vai causar lesão
Olhe nos meus olhos sem complacência
Olhe nos meus olhos com intransigência
Quero infligir-lhe tédio
Quero que você acredite que não há remédio
Na minha falta sinta impotência
Na minha presença sinta onipotência


Leve minha mente para sacrifício
Pago-lhe tudo com esse suplício
Barganhe-a com a minha dependência
Roube minha identidade e minha inocência


Quero corromper seu espírito
Facilite minha corrupção
Quero negocia-la com um cafetão
Quero transformar seu corpo num eterno detrito
Ajude-me a incorporar meu obsessor
A mim não vai causar nenhuma dor
Olhe nos meus olhos sem conflito
Olhe nos meus olhos com delito
Quero instigar-lhe o suicídio
Quero que você nunca conheça o elísio
Na minha falta você é um aflito
Na minha presença você é um rito


Leve meu espírito para sacrifício
Pago-lhe tudo com esse suplício
Barganhe-o com outra alma penada
Desgrace-a com carma quando ela estiver encarnada


video