domingo, 25 de setembro de 2016

VOCÊ É O VENTO SOB MINHAS ASAS

Texto de autoria de Alceu Natali com direito autoral protegido pela Lei 9610/98. LEIA O TEXTO AO SOM DA MÚSICA DO VÍDEO POSTADO NO FIM. Sem ela, a vida seria um erro (Friedrich Nietzsche)

É ingratidão arrumar desculpas para não ser feliz, É insensatez não amar o que sou, Você criou-me com a melhor intenção de teus dons, Sempre me apoiou em tudo que fiz, certo ou errado, Afastou de mim quem fingiu que sempre me amou, Deu-me o privilégio de ouvir todos esses divinos sons, De ter os sonhos mais espetaculares, Enxergar com a aura o que os olhos jamais irão perscrutar, Usar o pouco de inteligência que tenho com muito esforço e dificuldade, Conhecer dentro de ti gente nova e novos lugares, Dar-me a ingenuidade de pensar que minha intuição jamais irá falhar, Fazer parte de uma fração da humanidade, Constatar que pessoas nunca vistas me consideram, Constatar que cidades nunca visitadas me esperam, Constatar que fatos ocorridos no passado nunca desaparecerão, Constatar que fatos previstos no futuro realmente acontecerão, É perda de tempo arrepender-me de todos erros cometidos, É injusto achar que fui marginalizado, Você sempre teve a modéstia de fazer-se parte de mim, Nunca me lembrou de todos meus votos não cumpridos, Sempre vibrou por mim enquanto eu sofria calado, Deu-me a oportunidade de ir um pouco além de meu conformado fim, De traduzir em vocábulos o meu estado de espírito, De voltar para o mesmo sonho na hora que eu quiser, Precisar de menos do que meia palavra para te entender, Tirar suas conclusões sem a necessidade de muito escrito, Saber que a sincronicidade de sua natureza me encontrará onde eu estiver, Fazer parte do elenco da peça da vida que ensinou-me a crer, Constatar que o homem inventou deus para justificar toda a sua iniquidade, Constatar que a mulher copiou as boas novas dos gregos e romanos para exercitar sua genialidade, Constatar que a bíblia sagrada é pura mitologia roubada das mais adiantadas e antigas civilizações, Constatar que o proselitismo religioso é só uma máscara para acobertar nossas imperfeições, É ignorância lamentar não poder ser  imortal, É infelicidade ter medo da morte, Sou apenas um acidente de sua criação, Você sempre iluminou-me como um sol, Salvou-me de minhas irresponsabilidades por meio do acaso e da sorte, Deu-me o direito de ser parte de sua evolução, De talvez poder ser reciclado como uma supernova, Ter alimento do princípio vital até onde puder, Atrofiar a fé cega em favor do intelecto, Ter determinação que resiste a qualquer prova, Ter corpo de homem com alma de mulher, Permitir que eu faça parte de seu grupo seleto, Constatar que certas músicas foram para mim tocadas antes de serem lançadas, Constatar que certas músicas procuraram por mim para poderem ser inventadas, Constatar que certas músicas me dão paz interior e boa vontade, Constatar que certas músicas estão acima da idolatria e me dão amor de verdade, Se continuo vivendo é porque você ainda não esgotou minha energia, Quando você desejar reintegrar-me ao seu esplendor de vez estarei preparado, Voltarei a ser a mesma partícula de poeira fria, Esperarei milhões de anos para ter uma nova chance de ser recriado, Você é o vento sob minhas asas, O deus que com cuidado sopra minha fragilidade, o deus de muitas moradas nestes incontáveis universos de muitas casas, e sei que concorrerei a uma delas mesmo quando estiver inconsciente de sua eternidade.