domingo, 25 de setembro de 2016

DIAS DE HORRORES: TODO MUNDO FERE, TODO MUNDO CHORA

Texto de autoria de Alceu Natali com direito autoral protegido pela Lei 9610/98. LEIA O TEXTO AO SOM DA MÚSICA DO VÍDEO POSTADO NO FIM. Sem ela, a vida seria um erro (Friedrich Nietzsche)


No retiro conformista, Os dias são longos de dissabores, De horrores, Então, Por que esta alegria, Se é improvável o poder deles esquece-los? Improvável, Incerto e inconstante, Mesmo que o dono de um corpo padeça de moléstia que oblitere a memória, Porque, crê-se, Um coração não sabe evitar numa reminiscência longínqua a saudade dorida de certas criaturinhas, Indecisas, Que não teve e as perdeu, Perdeu para um coração transformado em pedra, Entregue a uma humilhante execração pública, Por crime de traição e ingratidão, Sendo ele tão doente e infeliz, De sorte que é pesarosa sua ignorância da gravidade das acusações que pesam sobre ele e das consequências de seus atos impulsivos e inconscientes, É uma incoerência imperdoável guardar uma porção ínfima de admiração por um pobre-diabo como esse, Na base de cuja conduta se descobre uma falsidade radical, Mas o réu criminoso põe de lado as ofensas, por haver muitas outras de maior peso, E tenta trazer o acusante para si, No entanto, a superioridade intelectual e a agressividade prevalecem a medo, Assim como uma união fracassada incita uma luta solitária e distante por independência, Com um relutante pedido de pequena ajuda, E as partes antagônicas, sacudidas no espasmo de revoltas indignas, Reatam, Evocando tempos distanciados e submissos que deveriam revigorar o espírito, mas o ser dito mais frágil, passa ora por uma crise de autopiedade, sem lágrimas escorridas, sem ir até aos soluços, ora por um surto de autodeterminação, sem palavras temerosas, indo até às mais ingênuas mentiras, e mente, e o culpado, resignado com a impossibilidade de por fim à indiferença, perde mais vergonha, Ilude o autor apenas para satisfazer seus próprios interesses, despreza sua hereditariedade, fere, e chora, porque um cobertor oportuno salvou seu acusador do frio torturante da noite, salvou uma vida, chora de tristeza e alegria, porque no auge do excruciante mal da alma mais fez por todos do que na fase embrionária e ainda não manifesta.


video