sábado, 1 de outubro de 2016

QUAALUDE VERSÃO LIMÃO 714

Texto de autoria de Alceu Natali com direito autoral protegido pela Lei 9610/98. LEIA O TEXTO AO SOM DA MÚSICA DO VÍDEO POSTADO NO FIM. Sem ela, a vida seria um erro (Friedrich Nietzsche)

Gostei muito de falar com você. Você me liga qualquer dias destes? O quê? Você não tem meu telefone? Procurou na lista? O quê? Também não tem meu nome? Claro que te dou. É Tadeu. Sobrenome? Pra quê? Tá, deu pra entender. Sem sobrenome não se pode encontrar nome de ninguém nas listas telefônicas. Sou o Tadeu Mikantta. Okay, agora me canta o número pra ver se está certo. Está correto. E o seu nome? Maria Amália! Puta coincidência! Tive uma amiga na pré-escola com esse nome. Escuta, dá pra gente conversar mais um pouco? Legal, o que você curte? Não, não estou falando de couro. Nem de alimento em molho. Não, também não é exposição ao sol e nem enrijecimento de pele. Pare de falar um pouco. Peguntei do que você gosta. Drogas? Eu também! O que você toma? Tá brincando! O quê? O tipo limão 714? Eu também, mas raciono porque tenho muito pouco. Quanto você tem? Cacilda, 50 vidros com 30 drágeas cada? Como você conseguiu tudo isso? Com a CIA? Tá me gozando? Um subprefeito de São Paulo amigo da CIA? Impossível! Espera um pouco, agora você está pegando pesado. A CIA que inventou o LSD? E o Timothy Leary? Cobaia? Cobaia do quê? Essa não! Os americanos criaram o LSD para contaminar a União Soviética e dizimar os russos sem disparar uma única bombinha atômica? Difícil de acreditar! Então esse seu amigo subprefeito é da pesada! Efeito do LSD? Não? Ah, do Limão 714. Bem, depois da terceira vez dominei a sonolência e depois da sexta passei pela fase babão. Você baba até hoje? Eu não, mas mijei na cama até os 12 anos. Mais que uma drágea do Limão 714? Bem, um dia tomei 5 comprimidos de  uma vez só e tive paralisia cerebral, lúcido, mas sem nenhum controle motor. Você já travou o quengo alguma vez? Virou do avesso? Como? O quê? Entranhas pra fora e roupa pra dentro? Chamou um anversador? Ficou boa? Ah, neurônios no lugar dos pelos pubianos é o de menos. O que você faz? Nada? Não trabalha? Ah, é do lar, a heroína que limpa a casa, cozinha, lava e passa, leva cachorro pra passear...O quê? Não faz nada disso? Hum, entendi, você fica só com a heroína e viaja o dia inteiro sem sair de casa. Esse Limão 714 faz milagres. E quem banca tudo? Claro, o subprefeito. Foi ingenuidade minha. O quê? Voltar ao assunto anterior? Qual? Não, não conheço muito bem a história do Timothy. Amigo do John Lennon? Não, não sabia. Sim, gosto muito de música. Brasileira? Gosto das duplas Kuriak e Mané e Calandrino e Zé Galinha. Você também gosta? Duas também? Quais? Napoleão Solo e Garrincha e Cilindrino e Tião Gavião? Nunca ouvi falar. Qual é o seu gênero favorito? Música ácida? Então você deve gostar de Tomorrow Never Know e I Am The Walrus do Lennon, ou Acid Queen do The Who. Got To Get You Into My Life do Paul? Não sabia que ele se referia a colocar drogas em sua vida. Doctor Robert? Essa todo mundo conhece. Era o cognome do fornecedor de drogas dos Beatles, um sugar plum fairy como dizem os londrinos. É verdade, esse nome é também uma referência a uma peça de Tchaikovsky. Você está ligada em tudo! Ligadona, claro. Foi outra ingenuidade minha. Os Beatles? Claro que curto. Tenho tudo deles. Tá precisando de um Doctor Tadeu aí em sua casa? Opa, é pra já. Qual é o seu endereço? Sim, tenho GPS, mas não está funcionando. Preciso trocar o chip. Sim, tenho um PC. Sim, está ligado. E você acha que dá pra se guiar pelo seu GPS no computador? Okay, estou vendo. Eu mesmo digito no teclado? Okay, deu certo. Av. Maria Amalia Lopes de Azevedo? É teu nome! Homenagem? Então você deve ser uma pessoa muito importante! Ah, só podia ser amigo subprefeito! E o Lopes de Azevedo? Entendi. Quer dizer então que ele é descendente da família Lopes de Azevedo do século 19! Olha, este seu amigo subprefeito é muito mais que seu amante. Deve ser fissurado em você. O quê? Gay? Não? Bissexual? Também não? Hermafrodita? DNA de mulher com pênis! E Você também é hermafrodita? DNA de homem com vagina! Bem, eu sou quase normal. Tenho 3 testículos e nádegas desproporcionais. O lado direito é 30% mais largo que o esquerdo. Quase perfeita? Ah, saco escrotal abaixo da vagina é o de menos. Quantos testículos? É melhor só um do que nenhum. Olha só, moro do outro lado da cidade. Sei chegar até o centro, mas não sei como chegar até aí sem GPS. Vou te ligar do celular pra você me orientar. Valeu! Já estou no carro. Está me ouvindo? É porque o sinal está ruim. Se a ligação cair te ligo de novo. Você me liga? Ah, você tem identificador de chamadas. Legal. Vai rolar algum rango? Rolinha a passarinho com tarântulas fritas? Eu já comi caranguejeiras. Já imaginava que elas têm o mesmo gosto. E pra beber? Wow, Aqua Velva? O que vamos ouvir? Come Together do Lennon? Algo especial pra você? Slogan de campanha do Timothy pro governo da Califórnia em 1969? Cool! E depois de Come Together? Ah, o outro lado do disco, Something do George. Legal. Tem mais? Lucy In The Sky With Diamonds e A Day In The Life? Estou vendo que os Beatles vão monopolizar o som e polarizar as canções. Sabe do que gosto em A Day In The Life? A parte que diz acordei, caí da cama, passei um pente no cabelo, desci as escadas, tomei uma xícara, olhei no relógio e percebi que estava atrasado, encontrei meu casaco, peguei meu chapéu, cheguei no ônibus em segundos, sentei no segundo andar, dei uma tragada, daí alguém falou e entrei num sonho. O cara deu um tapa num baseado e viajou. Legal, né? O quê? Você viaja abaixo do décimo nível? Sabia que no livro Um Bazar Chamado Pescoço de Cavalo tem um texto com esse nome? Incrível! Você é um daqueles buracos negros trigêmeos? Quero ser seu horizonte de eventos. E por falar nisso, hoje vai rolar um sexozinho também, não vai? Ménage à trois? O subprefeito está aí? Okay, vou nessa. Posso usar um neologismo? É verdade, eu te parodiei e inventei a palavra anversador. Mas aqui vai outra: hoje vou androginar, que tal? Somos todos filhos de Hermes e Afrodite? Você sabe das coisas. É craque mesmo. Não? Ah, claro, é o Limão 714. Meu nome? Não te dei? Meu telefone? Não te dei? Procurou nas páginas amarelas? E no google? Não esquenta a cabeça com isso. Também esqueci seu nome e seu endereço. Também tenho estes repentes de amnésia como você. Desde quando o quê? Alô! Alô! Tá mudo. Deve ser alguma quenga de cachola quaaludada. 

video