segunda-feira, 28 de novembro de 2016

ARDE SEM SE VER

Texto de autoria de Alceu Natali com direito autoral protegido pela Lei 9610/98. LEIA O TEXTO AO SOM DA MÚSICA DO VÍDEO POSTADO NO FIM. Sem ela, a vida seria um erro (Friedrich Nietzsche)


Você canta Michelle, Ma Belle, Diz que estas palavras combinam bem, Pergunta o que escrever depois, Te amo, Tem amo, Te amo, Isso é tudo que sei falar, Não posso simplesmente roubar frases de suas canções, Como se rouba um beijo de uma mulher distraída na paixão, Mas posso enfeitá-las, Como uma feliz inspiração por acaso rouba a miséria de minha pobre criação, O que há de errado em derramar algumas lágrimas ao assistir a uma cena de amor num filme? Um pedido de perdão? Uma reconciliação quase impossível? Não posso simplesmente tomar suas melhores catarses ao lento cair das cortinas no palco, Como o dia toma caprichos românticos e fantasias poéticas ao cair da noite, Mas posso realizá-las numa conversa a dois nos parques como fazem duas pessoas enamoradas de sexos iguais e opostos, Você canta Marie, Mon Cheri, Diz sont des mots qui vont très bien ensemble, Pergunta o que escrever depois, Preciso, Preciso, Preciso, Que você entenda as palavras que sei dizer, Não posso simplesmente rimar falas rebuscadas, Como o escritor gongórico que rima amor com dor, Mas posso inová-las, Como os sábios renascentistas renovaram a ciência medieval, Como Platão nos ensinou a amizade colorida alheia ao gozo material, O que há de errado em homenagear seus versos e juntá-los às ideias que faço do amor? De minha admiração pelo seu compasso? De meus suspiros quando olho seus passos?