segunda-feira, 14 de novembro de 2016

BODAS

Texto de autoria de Alceu Natali com direito autoral protegido pela Lei 9610/98.  LEIA O TEXTO AO SOM DA MÚSICA DO VÍDEO POSTADO NO FIM. Sem ela, a vida seria um erro (Friedrich Nietzsche)

Ninguém é como o tempo, Ele não perdoa, Ninguém é como o vento, Ele solta as branduras e as fúrias de sua brisa e repugnância, Que não haja nos céus sustentação para os papagaios, Nem nos mares mais navegantes. Ninguém é como a morte, É como uma ninfa, Aparecendo e desaparecendo, Por entre os claros de um denso bosque, Vive, Mas está ausente, Morre um dia, Sem que ninguém esteja presente, Precisamos de mais um ano para sermos de cristal, E eu de mais vinte e um para ser de coral, E quem sabe perecer feliz como o mais antigo ancestral dos vilões do amor, Que tudo infamam, Do alto de cada pecado mortal, Vejo no seu rosto muita felicidade, E o tempo que você levou para encontra-la, Leio em suas palavras uma mistura de alegria e vingança, E a facilidade como você se desfez da metade de sua compaixão, Ouço em teu silêncio o medo que sempre teve de mim, E como é mais nobre sofrer independente, Escondendo a dor. 

video